I Encontro Internacional de Gestão em Saúde
VIII Semana de Gerenciamento em Enfermagem – SEGERENF

Tecnologias Gerenciais para Inovação do Cuidado em Saúde

27 a 29 de novembro de 2019

Auditório do NAB/Campus Praia Vermelha/UFF
Niterói, RJ - Brasil

Compartilhe esta página:

Histórico da área de
Administração em Enfermagem da UFF

A trajetória deste campo de conhecimentos, o qual é parte integrante da grade curricular na formação do enfermeiro, teve grande impulso em nossa Escola, a partir de 1990, com o desmembramento do antigo MEN (Departamento de Enfermagem Médico-cirúrgica) em três departamentos MEM, MEP e MFE, cabendo ao MFE (Departamento de Fundamentos de Enfermagem e Administração) duas grandes áreas: Fundamentos de Enfermagem e Administração em Enfermagem (essa área com 09 professoras, à época).

Em 1996, a área de administração começa a se estruturar melhor, realizando reuniões mensais, discutindo propostas e projetos para melhor adequação do ensino teórico-prático, estágios e cursos extracurriculares. Surgem vários projetos como o de Reestruturação dos Serviços de Enfermagem da Emergência do CPN, Curso de Liderança em Enfermagem para os enfermeiros da Clínica São Vicente/RJ, Oficina Aprendendo a Priorizar, entre outros, culminando com a organização da I Semana de Gerenciamento em Enfermagem (SEGERENF) em 1997.

A iniciativa de realização da Semana de Gerenciamento em Enfermagem surgiu a partir das discussões dos professores da área de Administração em Enfermagem da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, no ano de 1996. Queríamos dar visibilidade às nossas inquietações que com certeza eram de outros profissionais e também de alunos da graduação. As nossas discussões e estudos de que deve haver um adequado gerenciamento para um cuidado de enfermagem deveriam se transformar em comunicação científica, pois a comunicação do conhecimento científico deve abranger os fenômenos compreendidos entre a fase mais incipiente da pesquisa científica até o momento em que o conhecimento produzido é internalizado por outros estudiosos. Portanto, fez-se necessário que o conjunto de esforços, facilidades, processos dinâmicos e complexos, consensual e socialmente compartilhados durante muito tempo, viesse à tona para ser discutido e utilizado não só pelos docentes como pelos enfermeiros da assistência e os discentes.

O I SEGERENF foi o primeiro evento de maior porte da área de administração em enfermagem. A representação do grupo, na Presidência do Evento, foi através da professora Zenith, na época a terceira mestra na área. A palestra de abertura do evento foi proferida pelo Dr. Márcio Tadeu Ribeiro Francisco. Obtivemos parcerias da Fundação Municipal de Saúde e de vários laboratórios de produtos médico hospitalares. Aproximadamente 300 inscritos no evento nos contemplaram participando das discussões.

Ao planejarmos a Semana de Gerenciamento previmos sua realização a cada dois anos, contudo por motivos alheios a nossa vontade, não mantivemos essa periodicidade com tanto rigor.

As Semanas de Gerenciamento ocorreram: II SEGERENF – 1999, III SEGERENF – 2001 (Presidente: Bárbara Pompeu Christovam), IV SEGERENF - 2002 (Presidente: Enilda Moreira Carvalho Alves), V SEGERENF – 2004 (Presidente: Deise Ferreira de Souza), VI SEGERENF – 2006 e VII SEGERENF em 2008 (Presidente: Deise Ferreira de Souza).

Algumas das Semanas de Gerenciamento foram realizadas em conjunto com a Semana Científica da Escola. Em 2001 o III SEGERENF foi em conjunto com a II Jornada Internacional de Home Care, além da IX Semana Científica. Discutimos o tema “Enfermagem: Promovendo a vida com qualidade”.

Tivemos como temas no IV SEGERENF: “Enfermagem: Gerenciando o Espaço do Cuidar” e no VI SEGERENF: “As imagens da enfermagem num olhar sobre si mesma”.

Em 2003 foi criado o Curso de Especialização em Gerência dos Serviços de Enfermagem com início da primeira turma em 2004, coordenado pela profª. Bárbara Pompeu Christovam e vice-coordenação da profª. Zenith Rosa Silvino.

O VII SEGERENF, em 2008, comemorou os dez anos do evento. Foi para nós uma consagração do esforço coletivo, muitas das vezes sofrido, mas como memória devemos lembrar do que nos gratifica e enobrece uma área do saber, a qual nos esforçamos para consolidar. Queremos deixar sementes férteis para os nossos alunos e desmistificar uma prática gerencial desenvolvida em campo por boa parte dos enfermeiros.